Nova proposta de Educação Física


Educação Física Escolar

Colégio Stocco inova conceitos e ousa nas vivências corporais

Nova proposta, aplicada pelos professores de Educação Física, rompe com ideias tradicionais, e prepara os estudantes para o autoconhecimento do corpo como forma de agregar mais saúde, combater o sedentarismo e ampliar a visão crítica sobre o universo esportivo e da cultura corporal.

A partir de intensa pesquisa científica e experiências acadêmicas, uma equipe de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a equipe de Educação Física do Colégio Stocco, desenvolveram e implementaram uma nova proposta pedagógica para os componentes Educação Física e Esporte que rompe com ideias tradicionais; muitas delas limitadas apenas a vivência no chamado “Quarteto Fantástico” (futebol, basquetebol, voleibol e handebol).

A proposta inovadora utiliza-se da diversificada cultura de movimento como meio de promover a saúde com conhecimento biológico, mecânico e social. Dessa forma, promove uma imersão pelas modalidades esportivas e práticas corporais dos cinco continentes de todo o mundo, e proporciona aos estudantes uma formação de identidade cultural mais consistente e plural, com um nível de reflexão mais profundo. Sendo assim, crianças e jovens, por meio da Educação Física, desenvolvem uma visão mais ampla, que vai além de uma cultura preestabelecida e tida como única em nossa sociedade.

Este projeto inovador da Educação Física Escolar tem como base três eixos de atuação: capacidade de mover-se, cultura do movimento, e conhecimento sobre o corpo em movimento.

Cultura do Movimento: formação da identidade cultural na Educação Física Escolar.

Neste eixo, o estudante vivencia e aprende manifestações corporais de danças, jogos, lutas, modalidades esportivas, e até brincadeiras, que abrangem desde a cultura local até a internacional, onde a reflexão, discussão e vivência sobre essas práticas corporais são de suma importância para a formação de sua identidade cultural. Neste eixo, os professores extrapolam o ensino das modalidades esportivas tradicionais, onde o estudante aprende, por exemplo, que na Austrália se joga Netball, em que a cesta é mais baixa do que no basquete convencional e tem participação predominantemente feminina. Já na Índia, há um jogo completamente diferente do resto do mundo, chamado KhoKho, e que na África do Sul tem uma olimpíada com modalidades diversas das nossas. Isso é cultura, e é assim que se aprende no Stocco.

Capacidade de mover-se: interação com o ambiente físico e cultural.

Este eixo da nova proposta de Educação Física Escolar refere-se ao momento em que o estudante interage com o ambiente e coloca em prática as diversas modalidades e variações que aprendeu. O mais importante é que nesta proposta inovadora, nenhum estudante começa jogando sem objetivo ou direcionamento. Quando o objetivo é aprender a chutar com mais precisão, o professor utiliza o futebol como exercício para a prática do chute, mas não como a finalidade em si. Nas atividades aquáticas, os professores têm como objetivo fazer com que a criança, aprenda a sobreviver no meio líquido, compreenda as potencialidades daquele corpo na água e propriedades do meio, como flutuação, respiração e ventilação.

Conhecimento sobre o corpo em movimento: construindo um estilo de vida ativo.

A prioridade deste eixo é formar um cidadão capaz de conhecer as propriedades do seu corpo e usar a atividade física como forma de promover a saúde, contribuindo assim, com a formação dos estudantes para refletir e agir sobre as práticas corporais e construir um estilo de vida ativo, sempre com conhecimento.  Nesta proposta o foco é fazer com que o aluno do Stocco adquira um conjunto de conhecimentos de natureza científica, produzidos na área de conhecimento da Biodinâmica, Comportamento Motor e Sócio Cultural, para que possam usufruir futuramente da prática de atividades físicas e modalidades esportivas de forma mais autônoma e crítica.

Quando aprendem as modalidades do atletismo, por exemplo, são discutidas as alavancas dos membros inferiores, a diferença que ocorre quando se faz uma alavanca maior ou menor para atingir melhores resultados. São conceitos de biodinâmica que os auxiliarão a se apropriar mais de seus corpos, e que os acompanharão pelo resto da vida.

Esta proposta de Educação Física Escolar inovadora no mercado nacional da educação, além de objetiva, propicia a formação de um indivíduo autônomo, capaz de escolher sua própria atividade física de forma saudável, afastando-se de hábitos de sedentarismo, e ganhando mais senso crítico.

Além de todo aprendizado sobre as capacidades biológicas e culturais do corpo, o programa também contempla aspectos da educação socio-emocional. Como resultado, os estudantes compreendem o fenômeno esportivo sendo também cultural, e aprendem a respeitar o adversário, a lidar com frustrações, sucesso, a cooperar em equipe, superar dificuldades e a vencer desafios.

Um dos principais aspectos do programa é o fator inclusão. O professor do Colégio Stocco tem a missão de fazer uma prática cooperativa e mais integrada com a criança. Não há segregação dos mais ou menos habilidosos. Não lidamos com o Esporte exigindo máximo de desempenho, mas como prática para a vida.